Aliança vai trabalhar para acabar com fundão, diz advogada de Bolsonaro

Aliança vai trabalhar para acabar com fundão, diz advogada de Bolsonaro

A advogada do presidente Jair Bolsonaro Karina Kufa publicou neste domingo (19.jan.2019) em seu Twitter que o chefe do Executivo é contra o fundo eleitoral e que o seu novo partido, do qual ela é tesoureira, irá trabalhar para que o fundo seja extinto.

“O PR @jairbolsonaro recusou o fundão em 2018 quando nem tempo de TV tinha, saiu do PSL deixando 110 mi por ano de fundo partidário, vai criar um partido do zero sem direito a fundo até 2023… e tem gente que fala que aprovou o orçamento previsto em lei para o fundão pq quis?”, escreveu.

Bolsonaro se manifestou nesse sábado (19.jan) sobre isso dizendo que tem recebido críticas porque decidiu sancionar os R$ 2 bilhões para o fundo eleitoral. A justificativa é de que poderia cometer crime de responsabilidade caso vetasse uma lei do TSE.

“Algumas coisas eu sanciono contra a minha vontade, algumas coisas eu veto contra a minha vontade também. Mas o Brasil não sou eu, tem os outros Poderes”, disse.

De acordo com o presidente, o Aliança pelo Brasil “não aceitará usar o fundão” e defenderá bandeiras de valores familiares tradicionais, “economia liberal com responsabilidade, livre-comércio, meritocracia, patriotismo” e que “abomine o terrorismo”.

Kufa reafirmou o discurso em seu tweet: “Alguém, de forma honesta, acha que ele é a favor do fundão? Pelo amor de Deus! Mais uma vez: na @somosalianca não usaremos o fundão nem quando for possível! Trabalharemos para acabar com essa aberração criada por lei em 2017.”

Ela disse ainda que as eleições sem a repartição do dinheiro do fundo seriam mais “equilibradas”. Além disso, ela argumenta que com a medida seria possível redirecionar os recursos para áreas que precisam de mais atenção.

Fonte: Poder360

Related Post

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*